diferenças entre títulos e ações

Conheça as diferenças entre Ações e Títulos

As palavras ações e títulos são comumente mencionadas ao mesmo tempo, mas são muito diferentes. Para o investidor moderno, saber essa diferenciação é fundamental.

Neste artigo, você aprenderá como os títulos diferem das ações.

Você também aprenderá quais termos e características são exclusivos dos títulos.

Vamos começar com uma definição básica.

Diferença entre títulos e ações

Um título é um empréstimo de investimento, o que significa que um investidor está, na verdade, emprestando dinheiro a uma entidade, uma empresa ou governo, por exemplo.

Uma ação, por outro lado, é um investimento próprio. Um investidor que compra ações, na verdade, possui uma parte dessa empresa. 

Uma empresa que realiza, por exemplo, uma Oferta Pública Inicial (IPO) vende uma parte da empresa aos acionistas.

Em outras palavras, quando um investidor compra um título, ele está emprestando dinheiro a uma empresa em troca de pagamentos regulares de juros.

Quando ele compra uma ação, ele está comprando a propriedade de uma empresa.

No Brasil, tanto a emissão de titulos quanto a oferta de ações tem regulação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia vinculada ao Ministério da Economia.

Exemplo prático da emissão de títulos

Obviamente, sempre que um empréstimo é feito, certos termos devem ser estabelecidos.

O mesmo acontece com os títulos.

Quando uma empresa levanta dinheiro por meio de um título, isso é chamado de nova emissão.

Geralmente, em uma nova emissão milhões de reais em títulos estão comumente disponíveis.

O valor de face é o custo para comprar um único título.

Vamos ver um exemplo de título com valor de face de R$ 1.000.

Os juros recebidos do título são chamados de cupom.

Por exemplo, esse título pode pagar um cupom de R$ 50 por ano.

Portanto, um título com cupom de R$ 50 e valor de face de R$ 1.000 tem uma taxa de cupom de 5%.

São os juros do empréstimo.

O contrato de empréstimo termina quando o título atinge o vencimento.

O vencimento é o período de tempo do empréstimo e também o ponto em que você investiu

O valor principal é devolvido a você.

Tipos de títulos

Os investimentos em empréstimos com vencimento inferior a um ano são referidos como comerciais, de papel ou contas.

Títulos com vencimento de um a 10 anos são às vezes chamados de notas.

E títulos de 10 a 30 anos são simplesmente títulos.

Tempo de resgate

Apesar de ter um prazo de 30 anos, alguns títulos podem ser pagos antecipadamente. São os títulos exigíveis.

Resgatável significa que após um certo período de tempo, o emissor do título pode devolver o valor investido de volta ao investidor, pagando o empréstimo antecipadamente.

O investidor manterá todos os juros pagos até esse ponto, mas não esperará mais pagamentos depois que seu principal original foi devolvido.

Para resumir… diferenças entre títulos e ações

Então, vamos revisar.

Quando um investidor compra um título, ele está na verdade emprestando dinheiro a uma entidade.

Em troca do empréstimo, a empresa pagará ao investidor juros.

Os juros proporcionam uma renda regular e consistente para o investidor até o vencimento, que pode ser de um a 30 anos, dependendo do título adquirido.

No entanto, a receita está sujeita ao risco de crédito do emissor do título.

No vencimento, o investidor tem seu investimento inicial, ou principal, devolvido a ele.

Lembre-se de que nem todos os títulos são iguais. Veja três pontos de atenção:

  1. Segurança: Alguns vêm com ou sem segurança, oferecendo vários graus de proteção.
  2. Risco de crédito: outros possuem emissores com classificações de crédito variáveis.
  3. Juros: os títulos apresentam diferentes estruturas de taxas de juros e oferecem vários cronogramas de reembolso.

Os investidores devem manter esses fatores em mente antes de investir.

 

nv-author-image

Cristiano Alvarenga

Editor do FiiBrasil. Jornalista, mestre em Comunicação pela Unesp e cursando doutorado na Universidade do Minho (Portugal). Experiência no mercado bancário (Banco do Brasil) e em publicações voltadas para a educação e economia.

Deixe uma resposta