O que é Holding? Como funciona e principais características

holding

Vamos responder a uma dúvida muito comum. O que é uma holding?  Quais as principais características e tipos? Holding, holding familiar e planejamento sucessório são temas importantes para quem tem um património e deseja proteger seus investimentos.

O que é holding?

O termo holding vem do verbo inglês to hold que significa deter, ou segurar. Como o próprio nome já diz, tem o objetivo de suportar, de agregar um patrimônio em torno dela.

Uma holding nada mais é do que uma empresa que detém a participação em outras empresas. Essa participação geralmente acontece com controle administrativo, mas não é item obrigatório.

Holding é um tipo de organização que permite que uma empresa e seus diretores controlem e exerçam influência em outras empresas, as subsidiárias.

Em outras palavras, a holding possui participação majoritária nas ações de uma ou mais empresas e pode ser chamada de empresa mãe.

Exemplos

No Brasil, entre as empresas da bolsa de valores, o mais tradicional é a situação da Itaúsa. Ela controla o Itaú, Duratex, Alpargatas e uma série de outras empresas.

itausa holding brasil na b3

Quadro acionário da Itaúsa – Holding brasileira na Bolsa de Valores

Além da Itaúsa, há outros dois bons exemplos de holdings brasileiras presentes na B3. A Gerdau Metalúrgica, que controla o grupo Gerdau. E a Bradespar que tem uma participação importante, mas não de controle, da Vale.

Nos Estados Unidos há outro bom exemplo de holding. A Bearkshire Hathaway, empresa vinculada a Warren Buffett, foi criada para auxiliar na gestão das 65 empresas que ele controla. O portfólio de ações vale mais de 200 bilhões de dólares.

Importância

As holdings são construídas para facilitar o controle da empresa por parte de alguns investidores. Então, por exemplo, uma empresa que distribui ações ordinárias e preferenciais, quem detém o controle tem mais de 50% das ações ordinárias.

Várias empresas que têm holdings no Brasil nasceram com o propósito de manter esse controle. A interligação destas empresas em um grande grupo econômico, além de agregar valor, protege as pessoas físicas, os sócios.

Esta forma de sociedade é muito utilizada por médias e grandes empresas com o objetivo de melhorar a estrutura de capital ou de criar e manter parceria com outras empresas.

Holding patrimonial e imobiliária

A definição clássica de holding pura, são empresas que detém participação em outras empresas. Mas esse conceito vem sendo abordado há muito tempo e tomado outras dimensões..

O termo holding patrimonial, ou a empresa que concentra um determinado patrimônio, é um exemplo de ampliação do conceito.

O termo holding imobiliário é outro exemplo e está relacionado em grupos que sustentam imóveis, que desenvolvem a atividade imobiliária. Esses imóveis são alugados e geram renda para os cotistas, no caso dos Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs).

Holding familiar

holding familiar

O holding familiar é uma alternativa na sucessão familiar

Também é muito comum o holding familiar, que é vinculado ao patrimônio de uma família com vistas a transferência de recursos para as próximas gerações.

A holding familiar foi criada para abrigar o patrimônio de uma família e permitir que esse patrimônio passe aos herdeiros.

Neste caso, ao formar a holding o objetivo principal é ajudar a proteger o patrimônio do sócio da pessoa física, mesmo com a carga de risco que todo negócio tem.

Outra vantagem vantagem é a diminuição de custos que viriam através de um processo de inventário.  Além de ser um processo longo, é também oneroso, com gastos que podem corroer 10% a 15% por cento do patrimônio. Já no caso da familiar esse custo deve cair pela metade.

Sucessão familiar

O melhor é planejar para realizar a transmissão automática dos bens, ou seja, o patriarca ou matriarca devem deixar por escrito como será transferido o patrimônio aos herdeiros

Por fim, a holding familiar não é a solução para todos os problemas, mas contribui para evitar transtornos (como o bloqueio de bens e finanças) no momento de perda inesperada de um ente.

E aí, o conceito ficou mais claro? Qualquer dúvida ou sugestão, nos envie comentários.

Deixe uma resposta