Pular para o conteúdo

Quanto ganha um Administrador de edifícios? Veja salário médio e compare rendimento por estado

  • por

Veja qual o salário médio do Administrador de edifícios no Brasil: confira ainda o rendimento médio por Estado e onde os profissionais recebem as maiores remunerações.

Confira ainda as principais atribuições do cargo e quantos profissionais atuam atualmente como Administrador de edifícios  no país.

Carreira Administrador de edifícios

Mas antes de conferir o salário, veja as principais atribuições para o Administrador de edifícios, código do cargo 510110 na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Estão enquadrados no grupo Trabalhadores dos serviços, vendedores do comércio em lojas e mercados e ligados ao Supervisores dos serviços.

Confira as principais atribuições para a carreira de Administrador de edifícios:

  • planejar rotinas de trabalho em restaurantes, hotéis, transportes e administração de edifícios: definir funções da equipe de trabalho; descrever procedimentos de execução dos serviços; distribuir a utilização de equipamentos em bilheterias, hotéis e restaurantes; distribuir funcionários em setores; elaborar cronogramas de execução de tarefas; operacionalizar a grade horária de transportes, bilheterias e portaria; programar abastecimento dos setores; programar uso de equipamentos em hotéis e restaurantes;;
  • treinar funcionários em hospedagem, alimentação e transportes: acompanhar a aprendizagem dos novos funcionários; detectar necessidades de treinamento ou reciclagem; elaborar normas para treinamento de funcionários; instruir funcionário sobre normas e regulamentos da empresa; organizar treinamento para execução de novos serviços; organizar treinamento para uso de novos equipamentos e produtos; participar de programas de treinamento; propor treinamento externo para funcionários; providenciar atividades de capacitação; simular atividades para aprendizagem;;
  • coordenar equipe de trabalho: adequar equipe a situações atípicas; atribuir tarefas aos funcionários; controlar uso de uniformes e equipamentos de proteção individual; delegar responsabilidade aos funcionários; dimensionar equipe de trabalho; estabelecer escala de horários e folgas de funcionários; estabelecer rotinas de passagem de turnos; executar trabalho de subordinados; intermediar informações entre equipe e superiores; orientar execução dos serviços; supervisionar guarda de valores; supervisionar higiene pessoal dos funcionários; supervisionar horários de portaria; supervisionar segurança do prédio;
  • atender clientes em bilheterias, hotéis e restaurantes: acomodar clientes; acompanhar visitações; atender reclamações; encaminhar clientes; finalizar atendimento ao cliente; orientar pedido do cliente; recepcionar clientes; registrar pedido do cliente;;
  • avaliar desempenho de funcionários: avaliar comportamento do funcionário com o cliente; avaliar comportamento dos porteiros com os moradores; avaliar funcionários para promoções; avaliar tempo e qualidade na realização de tarefas; coletar dados sobre desempenho de funcionários; determinar parâmetros de avaliação de comportamento de funcionários; determinar parâmetros para avaliação de execução de tarefas; implementar sanções disciplinares; realizar reuniões de avaliação de funcionários; solicitar auto-avaliação dos funcionários;;
  • avaliar execução de serviços: analisar opiniões dos clientes sobre produtos e serviços; avaliar novos equipamentos e utensílios; avaliar tempo, qualidade na entrega dos produtos e serviços aos clientes; controlar recebimento de mercadorias e valores; examinar preparação de ambientes (quartos, salão de atendimento de restaurantes e outros); examinar produtos, segundo validade de utilização; sugerir produtos ou serviços de acordo com a clientela; supervisionar locais de armazenamento e acondicionamento dos produtos;

Salário do Administrador de edifícios no Brasil

Quanto ganha um Administrador de edifícios

média salarial do Administrador de edifícios brasileiro é de R$ 2.623,90, considerando os registros oficiais, o que inclui servidores públicos, profissionais que atuam em entidades não governamentais e trabalhadores registrados sobre a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

No total, estão contratados como Administrador de edifícios no Brasil 7.112 profissionais. Os dados foram obtidos na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e tabulados pela equipe do FiiBrasil.

O cálculo é referente aos rendimentos médios de 2019, ou seja representam 2,63 salários mínimos (considerando o salário de R$ 998,00 registrado naquele ano).

Na atualização, considerando o valor do salário mínimo atual, o rendimento médio do Administrador de edifícios em 2022 é de R$ 3.186,53.

Embora a pesquisa seja direcionada ao cargo de Administrador de edifícios, outras funções são consideradas para chegar ao cálculo. A média salarial inclui os profissionais que atuam nas seguintes funções:

[table id=46 responsive=collapse filter=510110]

Veja também: Histórico dos valores de salário mínimo no Brasil

Salário de Administrador de edifícios nos Estados

Há diferenças de rendimento do Administrador de edifícios conforme a localidade, a Unidade Federativa em que atua. Vamos conferir qual o salário por Estado.

Antes, vale ressaltar que 430 cidades em 27 estados têm ao menos um Administrador de edifícios contratado. Mas onde estes profissionais recebem a maior remuneração?

É no Mato Grosso do Sul que os Administrador de edifícios recebem, em média, o maior salário, com R$ 4.228,42. Por outro lado, o menor salário é pago na Piauí (R$ 1.237,23, em média).

A cidade com o melhor salário médio ofertado para Administrador de edifícios é Hortolândia (São Paulo) com rendimento de R$ 8.152,05. Há 1 profissionais contratados no município.

Veja o Ranking dos Salários para Administrador de edifícios por Estado, inclusive com o número de vagas ocupadas:

Quanto ganha os Supervisores dos serviços

Há outras funções com exigência de formação na área vinculada a Supervisores dos serviços de transporte, turismo, hotelaria e administração de edifícios.

Veja a média salarial de cada um destes cargos:

[table id=45 responsive=collapse filter=”5101: Supervisores dos serviços de transporte, turismo, hotelaria e administração de edifícios”]

Formação

Veja os dados do curso de no Brasil. Há opções de curso em instituições de ensino superior. O curso é ofertado em cidades e estados.

Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), estudantes estão matriculados no curso de no Brasil. Por ano há concluintes de curso, ou seja, candidatos que ganham habilitação para atuação profissional.

Os dados sobre a formação no ensino superior se referem ao ano de 2019 e foram obtidos por meio de análise dos microdados do Censo da Educação Superior.

Uma das formas de ingresso nos cursos de  é pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Veja as notas de corte para conseguir uma vaga em instituições públicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *